bootstrap dropdown
pescador




Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens"

Valmir Ropke

Pastor Geral

RELACIONAMENTOS – ENCONTRO, DESENCONTRO E REENCONTRO
ENCONTRO

1. Encontro de Pedro com Jesus – Mateus 4.18-19 
O primeiro encontro de Pedro com Jesus, sem dúvida, marcou-o profundamente. É impressionante como os primeiros encontros sempre nos marcam e deixam boas lembranças ao longo da nossa existência, sempre estamos nos lembrando dos detalhes do primeiro encontro, das coisas que falamos ou fizemos. 

Pedro, levado por seu irmão André, foi ao encontro de Jesus. Neste dia tiveram o melhor e maior encontro de suas vidas: “Conheceram o Messias”. “E, olhando Jesus para ele”. A primeira impressão na vida de Pedro, sem dúvida, foi o olhar de Jesus, o mesmo olhar que o seguiu durante o seu ministério, e por que não afirmarmos, até o fim de sua vida.

O olhar de Jesus marcou o começo de uma grande amizade, trazendo para o seu grupo de amigo um homem rude, acostumado com a vida no mar, pescarias, redes e barcos. Este encontro trouxe grandes mudanças na vida de Pedro. Como seria bom, se todas as pessoas pudessem ter encontros significativos evitando que crises as levem a desencontros:

2. Compreendendo a mente humana
O que é o pensamento? Qual a sua natureza? Ele é real ou virtual?

Somos livres para pensar ou a liberdade é uma falsa ilusão das sociedades democráticas? Na verdade, construímos masmorras dentro de nós. Quero exemplificar: a classificação social. Somos superficiais ao nos classificarmos como ocidentais e orientais, brancos e negros, árabes e judeus, celebridades e anônimos, religiosos e ateus.

Ao processarmos esses conceitos construímos o mais banal em nossa emoção e somos todos mais iguais do que jamais imaginamos. Pastores e membros são mais próximos do que jamais imaginamos. Intelectuais e iletrados são todos seres pensantes...

Somos livres para pensar e sentir? Você só pensa e senti o que gostaria? De fato, não somos tão livres para pensar o quanto gostaríamos. Muitos fazem velório antes do tempo, sofrem por coisas que não aconteceram sem ser masoquistas.

Famílias inteligentes, se conhecerem os bastidores de seus pensamentos, terão mais coragem para se redimir e pedir perdão sempre que erraram. Falam entre si sobre o essencial: seus sonhos, medos, sofrimentos e alegrias.

Já, famílias leigas falam entre si o trivial: bens materiais, TV, cinema, esportes e problemas dos outros. É provável que 50% dos pais e dos filhos nunca falaram profundamente de si mesmos.

DESENCONTRO

1. Desencontro de Pedro com Jesus - Mateus 26.75
Pedro nega Jesus - Depois de Jesus ser preso no jardim de Getsêmani, os apóstolos o abandonam e fogem amedrontados. No entanto, dois deles param de correr. Eles são Pedro e João, onde seguem Jesus a certa distância. Provavelmente estão divididos entre o medo de serem identificados e sofrerem mal tratos e a preocupação com o que acontecerá com Jesus.  

Ao suspeitarem que um dos discípulos se aproxima, perguntam: “Você também não é um dos discípulos desse homem?” (João 18.17). Passam a acusar Pedro de ter estado com Jesus. Então Pedro nega por três vezes que estava com Jesus, chegando a dizer: “Não o conheço nem sei do que você está falando.” (Marcos 14.68). 

Pedro ao negar pela terceira vez, um galo canta, como profetizado. Jesus se vira e olha diretamente para Pedro. Isso deve atingir Pedro como uma facada. Ele se lembra do que Jesus disse horas antes e se da conta do que fez. Pedro sai e chora amargamente.

Como isso pôde acontecer? Como é que Pedro, que tinha certeza de sua lealdade e forte espiritualidade, pôde negar seu Senhor? A verdade está sendo distorcida, e Jesus está sendo retratado como um criminoso desprezível. Quando Pedro teve a oportunidade de defender um homem inocente, ele virou as costas para Aquele que tem “declarações de vida eterna”.

Esse episódio triste na vida de Pedro mostra que até mesmo uma pessoa de fé e devoção pode perder o equilíbrio se não estiver preparada para provações e tentações inesperadas. Que esse exemplo sirva de aviso para os servos de Deus!

2. Saber que ninguém muda ninguém
Temos o poder de piorar os outros e não de mudá-los. A grande maioria de nossas intervenções maculam, traumatiam, asfixiam, nosso conjugue, filhos, outros parentes, amigos, colegas. Vejam alguns exemplos dessas extratégias: Aumentar o tom da voz, Sermões, Críticas excessivas, Comparações, Chantagens e punições.

Nos 30 segundos de tensão cometemos os maiores erros. O famoso bateu-levou, não sabem aos menos exercitar a oração dos sábios, o silêncio proativo, quando se calam por fora e gritam por dentro contra sua irritabilidade, explosão e irritabilidade.

Cuidado! Pequenos atritos hoje, se não forem reciclados, tornam-se grandes ofensas amanhã. Pequenas ameaças de separação hoje causam grandes rupturas amanhã. Pequenas chantagens formam núcleos traumáticos tão grandes que causam a felência do relacionamento amanhã.

REECONTRO– 1 Pedro 2.9
1. “E, olhando Jesus para ele”. Estas palavras estão registradas na Bíblia:
> O encontro de Pedro com Jesus foi marcado, sem dúvida, pelo olhar de Jesus;
> O desencontro de Pedro com Jesus, um segundo olhar de Jesus significativo no momento em que Pedro O nega;
> O reencontro de Pedro com Jesus se dá em outra circunstância, agora este olhar seguiu durante o seu ministério, e por que não afirmarmos, até o fim de sua vida;

Muitos se perguntam qual é a missão que devemos desempenhar nesse mundo. O que Deus quer de nós? Qual o nosso chamado? Qual o propósito de nossas vidas? Tais perguntas são respondidas quando entendemos a nossa identidade. Para saber o que tenho que fazer, primeiro preciso saber quem eu sou. Se você ainda não sabe qual a é a sua missão, descubra primeiro quem você é.

Pedro a partir de seu reencontro com Jesus, em dois versículos diz tudo o que precisamos saber do que ele fez e o precisamos fazer. Ele responde quem nós somos e também qual é a nossa missão no mundo. Onde Pedro diz que somos geração eleita, somos sacerdócio real, somos nação santa, somos povo de propriedade exclusiva de Deus.

Agora que Pedro respondeu à pergunta sobre quem nós somos, ele também fala sobre a missão que temos. Nossa missão é anunciar as grandezas daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.

O segredo de relacionamentos saudáveis
a) Ser simpático
> Devemos investir na autoestima de quem ama distribuindo sorrisos e cumprimentos, requer três níveis: ser agradável, ser admirável e ser encantador;
> O amor humano não dura para sempre. Se houver atritos, discussões, cobranças, todo relacionamento sofrerá desgaste. O amor surge em pessoas imperfeitas. Mas para que o amor seja continuo precisa-se que se reconheça os erros, reciclem seus egoísmos e peçam desculpas;
> Ser simpático é um poeta do bom humor. Alicerçar o amor do seu presente e do seu futuro é irrigar a sua durabilidade. Distribuir sorrisos, abraços e beijos.
b) Ser carismático
Somos carismáticos quando investimos no crescimento de quem ama com elogios e promoções. Carismático está em um nível acima do ser simpático, pois ele é um poeta da ascensão dos outros. O carismático investe todos os dias na sua esposa, seu marido, namorado ou namorado, filhos, alunos, amigos e pais. Distribuindo elogios e promoções.

Perguntas para debate em grupo
> Como foi o seu encontro com Jesus?
> Como foi seu encontro com sua esposa/namorada?
> Como foi o seu encontro com seu pai/filho?
> Você se lembra destes encontros? E como está a sua vida hoje?

compartilhe!

Endereço

Rua Protázio Garcia Leal, 1137 
Três Lagoas - MS

Contato

Email: secretaria@luterana3lagoas.com.br