bootstrap dropdown
pescador




“saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo.”
Gênesis 4.7

Valmir Ropke

Pastor Geral

APRENDENDO A LEMBRAR

“E Deus viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom.” Gênesis 1.31 

Vamos olhar alguns relatos bíblicos que fala do DNA do ser humano. Antes de mais nada é bom lembrarmos de que Deus não precisava criar. Deus não tem um chefe ou supervisor. Ele cria porque quer criar, pelo prazer do exercício. E, como Deus é amor, ele cria em amor e com amor.

Diariamente somos tentados a olhar a criação e vermos tantas coisas que nos cercam e ficamos alarmados com o avanço das doenças, violência, desemprego, corrupção, miséria, poluição, capitalismo sem responsabilidade, ... Ops, não esqueça que essa não é a criação original de Deus. Mas o que vemos são muitas vezes consequências de um mundo altamente egoísta sem responsabilidade.

Olhando para o outro

“O homem e sua mulher viviam nus, e não sentiam vergonha.” Gênesis 2.25

Precisamos ter clareza de que somos parte da criação da natureza de Deus. Não estamos acima dela e para que ela tenha harmonia precisamos cuidá-la. Lamentavelmente na maioria das ações humana em relação a natureza é de exploração e consumo, onde esse desejo pelo consumo consumirá a nós mesmos. Não percamos de vista a nossa vocação é para a mordomia, isto é zelar pela criação, e não para um consumo desenfreado.

Precisamos lutar contra a natureza da ambição e do egoísmo, na medida que olhamos para o outro, somos lembrados de que o mundo é nosso, não meu.

Como igreja possamos ter responsabilidade com a natureza, pense nos seus filhos, seus netos e por tantas outras gerações que virão.

O preço do esquecimento

“saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo.” Gênesis 4.7

A vida de Caim e Abel refletem a queda do ser humano e a sua expulsão do paraíso, como também do esquecimento da nossa vocação de viver em comunhão.

Deus tem uma conversa com Caim e o alerta de que sua oferta não estava sendo aceita, porque o seu coração não estava nela. Deus disse a Caim de que o seu coração estava tomado de amargura e inveja e que estes sentimentos poderiam crescer a tal ponto de dominá-lo.

Fomos criados para dominar e não para sermos dominados! Deus conversa com cada um de nós e nos orienta das ameaças. Após a queda a nossa vocação permaneceu, porém ela sofre alterações. Após a queda nossa vocação é de mordomia, porem o pecado está sempre a porta. Lembre-se: Guardem seu coração para o salvador, para que haja espaço para Jesus quando este bater à porta.

Vozes de esperança

“Ora, a terra estava corrompida aos olhos de Deus e cheia de violência”. Gênesis 6.11

O dilúvio é um retrato de quando não se cuida do coração, o pecado ele toma dimensões indesejadas. Não se trata de poucas pessoas más, mas toda uma geração contaminada pelo desejo de fazer o que é indesejável.

Neste contexto devastador se sobressai o amor e misericórdia de Deus, onde encontra Noé. Nele reconhece um homem justo e bom que é fiel a sua mordomia, alguém fiel a sua vocação porque continua a guardar do seu coração.

Hoje também vimemos em uma época difícil, descrença nos nossos líderes, desconfiados com aqueles que devem cuidar e não destruir, ... Eu e você precisamos ser luz em meio a esta escuridão devastadora.

Parte da criação

“Esse é sinal da Aliança que estabeleci entre mim e todas forma de vida que há sobre a terra”. Gênesis 9.17

Diferença entre contrato e aliança. Enquanto o contrato é regido por regras e multas, já a aliança é motivada por amor. Deus não faz um contrato com Noé, e sim faz uma aliança. Deus sabe que Noé não é perfeito.

Após o dilúvio Deus faz uma aliança renovada sobre toda a terra, toda a natureza e todos os animais. Desta forma somos lembrados que não somos donos da criação e parte dela.


SHARE THIS PAGE!

Endereço

Rua Protázio Garcia Leal, 1137 
Três Lagoas - MS

Contato

Email: secretaria@luterana3lagoas.com.br