“É mais fácil governar uma cidade ou um país do que governar uma criança. É mais fácil dirigir uma empresa com milhares de funcionários do que formar um pensador” (Augusto Cury).

Pr. Valmir Ropke

Pastor Geral

bootstrap modal form

HERDEIROS OU SUCESSORES?

“É mais fácil governar uma cidade ou um país do que governar uma criança. É mais fácil dirigir uma empresa com milhares de funcionários do que formar um pensador” (Augusto Cury).

Começamos nossas vidas como herdeiros:
Todos nós herdamos pelo menos uma carga genética que nos dá direito à vida.
Muitos de nós herdamos também conhecimento como a cultura do seu povo, conhecimentos civis, valores de seus pais.

Há ainda muitos que herdam o direito a estudar, conhecer, aprender e essas são heranças ímpares.

E, uma minoria herda o que chamamos de bens materiais, dinheiro, etc...

Segundo Cury, herdeiros são irresponsáveis, pois simplesmente tendem a ser gastadores sem preservar, imediatistas e acabam consumindo sem o compromisso em produzir novas riquezas.

Segundo Cury, sucessores são bem sucedidos, pois pensam a médio e longo prazo, adiam pequenas doses de prazer no presente para alcançar algo melhor no futuro. Sucessores cultivam a gratidão e reconhecem que tudo é conquistado por meio do esforço consciente.

De que maneira, então, as famílias, escolas, igrejas e empresas podem, juntas, colaborar na lapidação desse tipo de mentalidade e trabalhar de forma saudável na formação e caráter de jovens sucessores.

O relato da história de Davi e seu filho Salomão, aprenderemos algumas verdades importantes porque devemos nos preocupar em levantar sucessores e como deixar um legado positivo para eles.

“Então providenciou mais toras de cedro do que se podia contar, pois os sidônios e os tírios haviam trazido muito cedro para Davi. Davi pensava: “Meu filho Salomão é jovem e inexperiente, e o templo que será construído para o Senhor deve ser extraordinariamente magnífico, famoso e cheio de esplendor à vista de todas as nações. Por isso deixarei tudo preparado para a construção”. Assim, Davi deixou tudo preparado antes de morrer” (1 Crônicas 22.4‭-‬5).‬‬‬‬‬‬


Ninguém é eterno senão Deus
Muitos líderes tem dificuldades em formar sucessores. Por vezes isto ocorre pelo medo em criar concorrência para si mesmos.

Fazer discípulos é, reproduzir sucessores e deixar um legado espiritual para eles darem continuidade ao projeto divino. Quanto mais e melhor fizermos assim, mais bem-sucedido seremos. De fato, essa construção deve fazer parte da nossa agenda. Quem nos substituirá? Quem dará continuidade? Quais as ferramentas que temos deixado para eles? Que tipo de capacitação temos investido na vida dos nossos possíveis sucessores?

Pais Sucessores assumimem o compromisso de criar um indivíduo que levará nossa herança para o mundo, não apenas a carga genética e os bens materiais, mas também, e principalmente, nossos valores e nossa cultura. Mas como saber que estamos acertando na criação de nossos filhos?


1. Identificar a vontade de Deus para os nossos filhos e discípulos
Davi tinha a certeza sobre o futuro de Salomão: seria o seu sucessor no trono de Israel.  

Como pais espirituais devemos ter essa clara percepção sobre o chamado de Deus para nossos filhos. Dessa forma seremos hábeis em trabalhar um projeto adequado para eles. Muitos pais e líderes por não terem essa visão de futuro desperdiçam recursos investindo de forma errada em seus filhos. Erros de direção causam frustrações tanto em quem está investindo, como em quem está recebendo investimento.


2. É tempo de começar
“Salomão é jovem e inexperiente”. Davi começou os preparativos para Salomão ainda quando esse era moço.

O preparo de sucessores não se faz no forno de microondas em 30 segundos. Trata-se de algo muito importante e com muitas variáveis que não se faz da noite para o dia, pois estamos falando de vida com Deus, caráter, personalidade, temperamento, capacitação intelectual, recursos materiais. Portanto, o quanto antes for iniciado mais qualidade haverá nos resultados.


3. Prepará-los para realizarem coisas maiores
“E o templo que será construído para o Senhor deve ser extraordinariamente magnífico”. Davi desejou construir um templo para o Senhor, mas além de ter de passar essa grande honra para seu filho, a obra não seria nada modesta.

Normalmente as gerações seguintes tendem a superar as anteriores. Pesquisas apontam, por exemplo, que no Brasil nos últimos 20 anos os jovens cresceram em média 5 cm a mais que seus pais e as meninas 3 cm.

A visão que devemos ter de nossos filhos deve ser maior que tiveram ou tivemos a respeito de nós mesmos. Se não for assim, certamente estaremos fracassando.


4. Legado não é obra do acaso
"Deixarei tudo preparado para a construção”. Assim, Davi deixou tudo preparado antes de morrer”. Davi preocupou-se em providenciar o material necessário para que seu filho no futuro pudesse construir o templo. Como pai proveu os recursos para que o projeto se realizasse.
Como pais não podemos ser diferentes, precisamos fazer disso uma missão a ser cumprida. Nossa responsabilidade é com o suprimento necessário, porém creio que quando nos dedicamos a isso, Deus nos honrará nos capacitando em deixar mais que o suficiente.


Conclusão
A principal herança e projeto deixado por Davi a Salomão foi a construção do templo. A respeito dos nossos filhos e discípulos não pode ser diferente, que a edificação do Reino de Deus e a Igreja de Cristo seja o maior legado a ser deixado à ele.
Convido os pais a virem a frente do altar. É tempo de profetizarmos por sucessores!


Perguntas de auxílio para conduzir a edificação dos PGs:
1. Como pai ou educador, você está conduzindo herdeiros ou sucessores?
2. Que tipo de capacitação temos investido na vida dos nossos possíveis sucessores?

COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS

Endereço

Rua Protázio Garcia Leal, 1137 
Três Lagoas - MS

Contato

Email: secretaria@luterana3lagoas.com.br