“Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. Não apaguem o Espirito”. - 1 Ts 5.16-19 Daniel 10:11 )

Pr. Irno

Pastor Emérito

bootstrap modal form

NÃO APAGUEM O ESPÍRITO


1 Ts 5.16-19
I – O perfil da nossa Comunidade.
 Em 11/2018 a nossa igreja fez o teste de DNI. Ele resultou num perfil da igreja ou um diagnóstico que mostra a saúde da nossa igreja. Para que uma igreja seja saudável e venha a crescer de forma regular e saudável, ela precisa estar bem em 8 marcas de qualidade. Neste final de semana a liderança de nossa Comunidade se debruçou sobre este diagnóstico para entender “como está a saúde da nossa igreja?” e “o que devemos melhorar?”

Das 8 marcas de qualidade, a nossa igreja está
 
- MUITO BEM em 4 áreas:
    - Grupos (células) - índice 74 (de 0 a 100);
    - Ministérios - índice 74 
    - Estruturas - índice 67
    - Relacionamentos - índice 66 Isso é de festejar!

- BOM em 3 áreas:
    - Evangelização - índice 62
    - Liderança - índice 55
    - Espiritualidade - índice 50
   
- UMA área abaixo da média :
    - Culto - índice 44 

 Por isso nós vamos nos concentrar neste ano em “O que fazer para que os nossos cultos sejam mais inspiradores” para os participantes. Podem nos ajudar com bilhetes de sugestões deixadas junto com os dízimos no cesto de ofertas. Uma equipe vai ler estas sugestões e ver se dá para aplicá-las.

 Quando começamos a olhar para o assunto “CULTO INSPERADOR”, o trecho bíblico de 1 Ts 5.16-19 apareceu como lema para este assunto. Então decidi pregar sobre este texto bíblico hoje.
II – NÃO APAGUEM O ESPÍRITO (1 Ts 5.19)
 O Espírito Santo deseja nos encher. Ele quer agraciar você com muitas bênçãos. Ele gostaria que você tenha uma vida abundante e cheia de frutos para o Reino de Deus!

 Deus, com o Seu Espirito, deseja agir grandemente nesta igreja e que esta igreja seja um instrumento para o Reino de Deus nesta cidade e muito além dela. O Espírito de Deus deseja acrescentar muitas pessoas a esta Comunidade. Ele deseja que desta Comunidade saiam crentes que vão plantar novas igrejas e alcançar para Cristo pessoas em muitos outros lugares!

 Na realidade Jesus gostaria de usar todos os seus seguidores e todas as suas igrejas, mas muitas vezes não pode fazê-lo porque os crentes estão atrapalhando o agir do Espírito Santo e até apagando o Seu agir em suas vidas. A Palavra de Deus nos ordena a nós individualmente e como igreja: “Não apaguem o Espírito”.

 Como podemos evitar de apagar o Espírito?
 Em 1 Ts 5 Paulo cita uma série de coisas pelas quais podemos apagar o Espírito. Vou me ater a três delas.

Para que os nossos cultos sejam mais inspiradores, evitando que apaguemos o agir do Espirito Santo:
DEUS DESEJA VER EM NÓS:

Que sejamos cristãos alegres, felizes. “Alegrem-se sempre!” (16). 

Você está surpreso? Sim. É uma surpresa agradável. A primeira coisa que Deus deseja ver em nós cristãos amadurecidos na fé é ALEGRIA. Na tradução de Almeida diz: “Regozijai-vos SEMPRE. O Senhor quer que você seja um cristão alegre, que exala felicidade. E isso não só em alguns momentos especiais, mas sempre!

Você pensava que Deus queria que, em primeiro lugar, você fosse um crente “cara sério, correto, sisudo e moralmente sem falhas? Não! Ele quer uma igreja cheia de pessoas alegres, felizes, que riem muito!

O cristianismo de nossas igrejas é muitas vezes muito moralista e truncado, cheio de regras do que o crente pode e não pode fazer; um cristianismo sério demais, que espanta pessoas e apaga o Espírito.

Ser alegre não é coisa mundana. A alegria é a primeira marca visível numa pessoa que se tornou “nova criação” em Cristo, pois ela está perdoada dos seus pecados, livre de suas culpas e reconciliada com o Pai celestial.

Ser uma pessoa santa é ser um cristão alegre, que possui um regozijo interior mesmo estando em situações adversas, pois ela sabe que um filho do Deus altíssimo e sabe que a sua vida tem um sentido e propósito!

Quando olhamos o original grego da Bíblia, vemos que a palavra “alegria” possui a mesma raiz da palavra “graça”. É a graça de Deus, o amor perdoador do Senhor que me faz ser alegre; alegre em todo o tempo e em toda circunstância.

Em Fp 4.4 lemos: “Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se!”
A nossa alegria tem um pé de seu fundamento no passado, na obra da graça de Deus, operada por Cristo em Sua morte por nós e em Sua ressureição. O outro pé da nossa alegria está no futuro, na expectativa do encontro com Cristo, que voltará, ocasião na qual seremos plenamente transformados de nossos defeitos, e estaremos para sempre com o Senhor!

Uma primeira coisa para não “apagarmos o Espírito” é, portanto, sermos uma igreja alegre. Devemos aprender com a Igreja primitiva, fazendo frequentes refeições em conjunto em alegria. At 2.46: “Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração”.

Uma igreja saudável, seja nos cultos no templo ou nos grupos em células, é uma igreja alegre, feliz! A igreja que Deus quer ver entre nós é uma igreja com atmosfera alegre que faz as pessoas se sentirem bem e terem desejo de voltar. O verdadeiro cristianismo não deprime, mas anima os seus membros. Este cristianismo não apaga o Espirito.
Vida de oração – oração sem cessar. “Orem continuamente” (17). 
A graça de Deus é algo muito especial e pessoal para cada um de nós. Ela contém o amor de um coração que sangrou por nós e que bate por você e por mim. Sendo que o coração de Jesus bate assim por nós, como isso não nos levaria a ser gratos e desejarmos continuamente falar com Ele?

Quando dois jovens se enamoram e se amam, o que não são capazes de fazer para estar com o amado ou a amada? “Orai sem cessar” não é um orar formal, litúrgico. É querer estar com Aquele que nos amamos e a quem somos gratos pelo que fez por nós e, assim, também amamos. “Orem continuamente” é sinal de vida rica e repleta de gratidão, uma vida espiritualmente alegre. É um estar constantemente na presença de Deus e em diálogo com Ele.

É estar com o celular que nos liga a Deus sempre à mão.

Como se pode reconhecer um cristão santificado e amadurecido? Não, em primeiro lugar, nas coisas morais, mas no fato de estar em diálogo constante com o Senhor. Aí está outra coisa que impede de você “apagar o Espirito”: vida de oração constante.

A igreja que Deus quer que sejamos é uma igreja onde nós temos vida de oração; oração contínua!

Uma gratidão em tudo. “Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus” (18).

Em TUDO! É isto possível? É possível dizer: “Obrigado, Senhor!” quando passamos por sofrimentos, injustiças, dores e perdas?

Paulo e Silas, os que escrevem a epístola aos tessalonicenses, sabiam do que estavam escrevendo. Conheciam o que significava passar por sofrimentos, injustiças e dor.

Em Atos 16 lemos que, pouco antes de chegarem à cidade de Tessalônica, eles foram acusados falsamente, surrados, presos na cadeia pública da cidade de Filipos, com os pés amarrados ao um tronco. Foi uma tremenda injustiça. Além de inocentes, não poderiam jamais ser presos sem um julgamento proferido por um juiz, visto que ambos eram cidadãos romanos (cidadãos romanos só podiam ser presos mediante um julgamento formal) e como cidadãos romanos jamais poderiam ser surrados, como foram, ao ponto de sangrarem muito porque o couro de suas costas se rachou com a violência da surra que receberam.

E o que fizeram na prisão? Lemos em At 16.25: “Por volta da meia noite Paulo e Silas ORAVAM e LOUVAVAM a Deus”. Como podiam louvar a Deus nesta situação? E, como nós podemos? 
Eles sabiam que estavam nas mãos de Deus, mesmo nas situações mais críticas e difíceis;
Também com o lombo sangrando! Mesmo injustiçados, maltratados! Mesmo na prisão!

Esta postura de SER GRATO EM TUDO não é uma qualidade que está em nós ao natural e que temos que aprender a treinar. O segredo disso reside numa FÉ VIVA NO SENHOR e essa gratidão é o reflexo de tal fé!

Por isso tal gratidão é um sintoma básico, um sinal nítido de um cristão renascido que colocou realmente Jesus antes de todas as outras coisas da vida (também dos problemas). É sinal da santificação de Deus em sua vida de crente!  

“...esta é a vontade de Deus para com vocês em Cristo Jesus”! Jesus é o fundamento e a fonte da alegria contínua; o fio vermelho de ligação do orar contínuo; e o motivo, isto é, quem desperta em nós um ser grato em tudo!

Cristãos assim não apagam o Espírito, ao contrário. Uma igreja assim dá espaço para o Espírito Santo agir! E Ele deseja agir profundamente em nossa igreja nos próximos anos!
III – CONCLUSÃO
 Deus deseja que sejamos uma igreja que “não apaga o Espírito”, mas permite que Ele faça a Sua obra em nós e através de nós! Ele deseja que sejamos uma igreja alegre, com vida de oração e que sabe ser grata em toda e qualquer circunstância.

 Por difícil que seja a sua situação, irmã(o), por mais negros que sejam os seus dias, alegre-se no Senhor, continue orando sempre e mantenha a postura de ser grato em tudo!
 Lembre: se você voltar seu rosto para o sol, as sombras ficam atrás de você; mas se você não se virar em direção ao sol, só enxergará as sombras pela frente!

 Jesus é o nosso sol. Olhando para Jesus em fé, somos cristãos e uma igreja sempre grata, não reclamona e queixenta, insatisfeita e infeliz, que “apaga o Espírito”, mas ...
Somos uma igreja de cristãos santificados que vivem a novidade de vida em Cristo, longe de sermos uma igreja de moralistas, mas que evidencia ALEGRIA, VIDA DE ORAÇÃO E GRATIDÃO EM TUDO!
Amém.

COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS

Endereço

Rua Protázio Garcia Leal, 1137 
Três Lagoas - MS

Contato

Email: secretaria@luterana3lagoas.com.br